O banco rejeitou pedido de empréstimo pessoal?

Quando o banco rejeita seu pedido de empréstimo pessoal, o que fazer? É fato, esse tem sido um problema cada vez mais frequente, a pessoa acha que esta tudo certo e quando solicita o dinheiro emprestado para o banco ou financeira se depara com essa situação constrangedora. Se o seu pedido de empréstimo pessoal foi rejeitado, o primeiro passo é saber qual o motivo da recusa, depois, tentar encontrar uma alternativa plausível para a situação.

Quando acontece a “rejeição do pedido de empréstimo”, os motivos podem ser várias razões:

pedido de empréstimo

O contratante possui muitas solicitações de consultas aos serviços de proteção; O contratante solicitou todo o seu limite de endividamento com operações de empréstimos; O contratante esta relacionado na lista de maus pagadores do SPC, Serasa, CCF ou Protestos; O contratante possui “Rating de crédito” baixo ou um perfil de renda incompatível; O Contratante tem baixa renda, não tem tempo mínimo de emprego; possui contrato como temporário; contraiu muitos compromissos financeiros; esta sem margem consignável e assim por diante.

Pedido de empréstimo pessoal rejeitado tem solução? Claro! Mas, em geral o problema é resolvido com algum tempo, a princípio, a dica é não peça mais empréstimos pessoais para não ficar mais rastros nos órgãos de proteção, descubra se o problema da rejeição foi o limite de crédito estourado ou limite de comprometimento da renda excedido. Pessoas que trabalham com dois bancos e possuem empréstimo pré-aprovado nos dois dificilmente passaria por essa situação.

No caso do solicitante de empréstimo estar com o nome restrito no SPC, Serasa e outros órgãos como mal pagador ou ter sido considerado como cliente de alto risco, nesses casos é normal ter pedidos de empréstimos pessoais rejeitados, a solução é: conseguir o dinheiro necessário com empréstimo através de Penhora de objetos de valor e/ou solicitar para um amigo ou parente que seja seu “fiador/avalista” para assumir como responsável em conjunto da operação.

Para o candidato ao empréstimo pessoal que possui o benefício de fazer o “empréstimo com folha de pagamento” e não tem mais margem, a dica é vender a dívida para outra instituição financeira, refinanciar o empréstimo ou até mesmo verificar se vale a pena fazer o portabilidade de crédito.

Se a rejeição do empréstimo foi causado por causa da avaliação de crédito como cliente de alto risco, a possibilidade de reverter a situação também não é difícil, tenha um fiador de confiança, uma pessoa com um forte balanço financeiro será necessário para compensar a instituição bancária para o caso do mutuário não cumprir sua obrigação. A assinatura de um passivo múltiplo ou uma segunda pessoa que coloque o nome no contrato do empréstimo pessoal já resolve.

Obs: Nunca aceite empréstimo com empresas que oferecem fiador ou avalistas para a concessão de crédito, fiador ou avalista de crédito em empresas que oferecem “empréstimo com restrição” ou “empréstimo sem consulta” em geral são fraudes.

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *