Cartão de Crédito terão tarifas padronizadas

Assim com nos bancos, em breve as empresas de cartões de crédito também irão ter as tarifas padronizadas, esse processo servirá para facilitar a fiscalização das transações e ainda evitará que a duplicidade na cobrança de taxas e de serviços indevidos seja minimizada. 

Tarifas do CartõesMas claro que isso não será de uma hora para outra, a regulamentação das tarifas no setor de cartões depende do Conselho Monetário Nacional (CMN) que precisa incluir o segmento de cartões de crédito na mesma resolução que trata sobre as instituições financeiras no país. 

As novas regras para os cartões de crédito não incluirão os juros cobrados pelas administradoras e operadoras. O que justifica essa ação é o fato de que no Brasil os juros cobrados nesse setor são livres e se houver uma intervenção por parte do governo o sistema poderia se desestabilizar. 

Esse assunto da regulamentação dos cartoes de crédito já esta dando pano para manga, não se fala em outra coisa ultimamente, por causa de algumas declarações lançadas na mídia a Cielo e a Redecard já sofrerão queda na bolsa de quase 9 pontos. 

A preocupação é geral entre os representantes do segmento, inclusive a Associação Brasileira de Empresas de Cartões de Crédito e Serviços e da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) se comprometeram em formalizar uma carta até junho para Ministério da Justiça com as medidas que serão tomadas com informações de como aplicarão as tarifas e como farão para reduzir as cobranças indevidas e a prestação de serviços sem solicitação, as duas ultimas são lideres em reclamações nos Procons. 

Segundo avaliação do  diretor do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC), Ricardo Morishita “A atividade de autorregulação é importante e só acrescenta. Mas jamais poderá afastar as regras do Código de Defesa do Consumidor bem como a necessidade da regulamentação por parte do governo. O Banco Central conhece a dimensão e a importância desse tema, que tem uma urgência”. 

Diante de tanta noticias que estão sendo divulgadas nos resta apenas esperar para ver se realmente vai haver intervenção e regulamentação das tarifas e outras mudanças importantes no setor.

Previous ArticleNext Article

1 Comentario

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *